27/11/2016 Flamengo vence Santos com direito a golaço de Diego e assume a segunda posição

0
35

Time de Dorival Júnior teria garantido o vice e R$ 3,4 milhões a mais de premiação no caso de vitória neste domingo. Definição fica para a última rodada do Brasileiro

MILHÕES EM JOGO

Resultado de imagem para fotos do jogo fla e santos 27/11Flamengo e Santos entraram no gramado do Maracanã com as respectivas vagas diretas na Libertadores de 2017 asseguradas e praticamente nenhuma possibilidade de título, mas disputaram um jogo movimentado. Afinal, estavam e estarão em disputa na última rodada R$ 3,4 milhões – valor que corresponde à diferença de premiação para os clubes do segundo para o terceiro lugar no campeonato. Desde o primeiro minuto, futebol ofensivo. O Santos foi o primeiro ameaçar, o Fla letal ao responder, e o placar de 1 a 0, gol de Guerrero aos quatro minutos de jogo, prevaleceu quase até o fim. Mas deu tempo para um golaço de Diego para selar o resultado: 2 a 0. A equipe de Dorival Júnior teria confirmado o vice-campeonato – e o prêmio mais gordo – neste domigo se tivesse vencido o confronto.

DESTAQUEPANORAMA

Com 70 pontos, o Flamengo já tem assegurada uma das três vagas diretas na Libertadores de 2017 e evitou encerrar o ano sem vencer no Maraca. Mas o segundo lugar na classificação geral ainda pode ser tomado pelo Santos. O clube tem 68, também está garantido no torneio continental, e pega o lanterna e rebaixado América-MG na Vila Belmiro no próximo fim de semana. Na última rodada, o clube da Gávea enfrentará o Atlético-PR na Arena da Baixada e, se vencer, ficará com os milhões a mais na premiação. Para o Santos, resta vencer e torcer por um tropeço dos rubro-negros.

PÚBLICO E RENDA

Público presente: 37.615
Público pagante: 33.924
Renda: R$ 1.601.982,00

  • 1º TEMPOLogo no primeiro minuto o Santos já ameaçou: Victor Ferraz cruzou, Muralha espalmou, e na sobra Thiago Maia bateu com muito perigo. A bola desviou e saiu rente à trave. Mas a resposta rubro-negra foi rápida e letal. O time alvinegro falhou na saída de bola, Guerrero roubou e fuzilou de fora da área, no canto, sem chance para Vanderlei: 1 a 0. A equipe rubro-negra chegou a exercer um certo domínio nos minutos seguintes, mas o Santos não demorou a retomar a postura e jogar de igual para igual.

    Aos 24, Márcio Araújo roubou a bola no campo rubro-negro e arrancou sem ser incomodado até a área santista. Thiago Maia falhou no corte e a bola chegou para Guerrero bater forte, por cima, mas com perigo. Dois minutos depois, Gabriel aproveitou cruzamento e finalizou de cabeça, no travessão. Aos 37, mais um bom ataque em velocidade com Pará, Diego, e Guerrero batendo cruzado pela linha de fundo – houve desvio.

    DESTAQUE2º TEMPOO Flamengo continuou melhor no segundo tempo e, aos cinco minutos, Guerrero teve grande chance após jogada de Éverton, mas finalizou mal. Aos nove, a arbitragem marcou impedimento, mas a bela defesa de Alex Muralha na tentativa de cabeça de Ricardo Oliveira é mais do que digna de nota. Aos 22, foi a vez de Márcio Araújo fazer Vanderlei trabalhar em mais um passe de Éverton.

    Aos 25, Guerrero teve mais uma chance clara – e perdeu. O Santos tentava tocar a bola de forma mais solta, mas esbarrava em uma marcação bem encaixada do rival. O Santos ainda tentou uma reação, com Dorival Júnior mandando o time à frente. Mas o espaço apareceu e Diego fechou a fatura aos 39, após cruzamento de Pará. Ele se esticou todo e conseguiu concluir no ar, de primeira, para estufar a rede: 2 a 0.

  • DESTAQUE
  • UM GOL, MUITAS CHANCESO atacante Guerrero facilitou e muito a vida do Flamengo no Maracanã ao marcar com vontade a saída de bola do Santos. Conseguiu roubar e finalizou com categoria. Embora tenha perdido diversas outras oportunidades, sua presença representou perigo o tempo todo para a defesa santista. Éverton, com boas jogadas em velocidade, também mereceu destaque.

    Resultado de imagem para fotos do jogo fla e santos 27/11
  • DESTAQUE
  • CATEGORIA E SIMPLICIDADEChama atenção a segurança do veterano volante Renato na marcação e na distribuição do jogo. Apesar de ter muita categoria, não faz firula, dificilmente erra passe, não prende a bola e se impõe pela seriedade. Saiu por opção do técnico no segundo tempo, por necessidade de deixar a equipe mais ofensiva, antes de o Flamengo marcar o segundo gol.

SEM COMENTÁRIO